Skip to main content

A empresa precisa ter atenção nas leis relacionadas a sua área de atuação, já que qualquer falha pode gerar consequências graves para o seu funcionamento. A emissão de nota fiscal eletrônica, por exemplo, é obrigatória em todas as vendas realizadas de produto e serviço.

Todos os empresários sabem que no Brasil se paga muitas taxas, então, na maioria das vezes, o negócio opera sem o documento fiscal eletrônico pensando na dedução de imposto. Entretanto, esquecem que as consequências são graves, como crime de sonegação fiscal e a empresa operando de forma ilegal.

Não apenas as complicações que a venda sem nota fiscal implica são importantes, mas também as vantagens que a emissão correta traz para o negócio, como controle de fluxo de caixa e do estoque. O processo individual para gerar cada documento eletrônico pode, sim, fazer com que a empresa tenha uma grande perda de tempo.

Agora, você sabia que é possível tornar a atividade bem mais eficiente e seguir todas as obrigatoriedades?

Por meio de um software eficiente e seguro de automatização de processos, a emissão e o armazenamento das notas fiscais eletrônicas podem ser feitos de forma automática. Ou seja, basta configurar uma única vez, que a plataforma já fará as atividades. A Addvisor, por exemplo, com o seu sistema AddTax, oferece soluções completas para agilizar todas as tarefas envolvendo os documentos fiscais e outras atribuições diárias da empresa.

Ficou claro que as vendas sem nota fiscal podem trazer grandes problemas para a empresa, então, detalharemos todas eles e os benefícios quando são emitidas da maneira correta. Confira!

Navegue e saiba mais sobre as consequências da venda sem nota fiscal

O que é a nota fiscal eletrônica e qual a sua função?

Antes de entender sobre as consequência da venda sem nota fiscal, é importante que você saiba o que o documento significa e qual a sua função.

A NF-e registra todas as vendas realizadas pela empresa, seja de produto ou serviço. A sua emissão é obrigatória em qualquer operação, já que o Fisco se utiliza dela para recolher os tributos relacionados aquela atividade.

Para a empresa, o documento fiscal permite o controle do fluxo de caixa, do estoque, da entrada e saída de mercadoria, entre outros. Além disso, comprova a regularidade da companhia caso surja alguma fiscalização e auditoria fiscal.

Já para o consumidor, a NF-e é o comprovante da transação realizada entre ele e a empresa, além de ser a garantia para troca ou devolução. Outro ponto importante em relação ao documento é que serve para prestação de contas à Receita Federal.

Confira os diferentes tipos de notas fiscais eletrônicas que são obrigatórias:

Quer saber quais são os impostos sobre NF de serviço? Confira o conteúdo completo que preparamos para você.

Quais são as consequências da venda sem nota fiscal?

A venda sem nota fiscal é considerada crime de sonegação fiscal. Segundo a legislação (Lei 8137/1990), vale destacar a pena e a seguinte conduta:

V – negar ou deixar de fornecer, quando obrigatório, nota fiscal ou documento equivalente, relativa à venda de mercadoria ou prestação de serviço, efetivamente realizada, ou fornecê-la em desacordo com a legislação.

Pena – reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.

Portanto, fica claro que as consequências não são simples. Mesmo que não haja a reclusão do empresário, o valor da multa pode quebrar o negócio. Além disso, prejudica a reputação diante dos clientes e fornecedores.

Confira abaixo outros prejuízos para a falta de emissão da NF-e:

Mercadoria apreendida

As mercadorias sem a nota fiscal podem ser apreendidas e retidas pela Receita Federal. Logo, essa consequência é para a empresa que vende e que compra sem o documento fiscal emitido corretamente.

Perda de credibilidade dos clientes

Quando a empresa vende com a nota fiscal, ela oferece mais segurança ao consumidor. Afinal, ele tem certeza que, em caso de problemas e até arrependimento, é possível realizar a troca ou a devolução do produto. Além disso, comprova que aquela mercadoria vendida realmente tem qualidade e não é de origem criminosa.

Vale ressaltar que qualquer escândalo envolvendo o nome da empresa pode manchar completamente a sua imagem. Afinal, com a acusação de sonegação fiscal, não há mais credibilidade perante os consumidores, os fornecedores e o mercado em geral.

Falta de controle do estoque

Toda vez que emite uma nota fiscal, a empresa registra a saída de mercadorias. Ou seja, ela comprova todas as transações realizadas por ela. É importante salientar que é válido também para as prestações de serviços. Afinal, registrar exatamente tudo que saiu da companhia deixa o controle muito mais fácil. Assim, saberá também de onde aquele dinheiro que entrou no caixa veio, quais produtos não estão com boa procura, como melhorar as estratégias de venda e muito mais.

Multa e prisão

Todas as consequências da venda sem nota fiscal são preocupantes, entretanto, há outras bem mais graves, como multa e prisão, já que é enquadrado como crime de sonegação fiscal. Portanto, as penalidades não são nada simples e pode custar a empresa. Afinal, influenciará na imagem da companhia, o que reduzirá drasticamente as vendas, além do valor a ser pago na penalidade que influenciará no caixa do negócio.

Quais são os benefícios para as empresas que emitem a NF-e?

Emitir as notas fiscais só traz ganhos para a empresa e com a possibilidade de automatizar esse processo, não é mais justificativa encontrar desculpas como a perda de tempo na atividade manual. Além disso, vale lembrar que não apenas o negócio se beneficia, mas os clientes e os fornecedores também.

Confira algumas das vantagens que a empresa ganha em emitir corretamente a NF-e:

  • Negócio legalizado;
  • Fluxo de caixa sobre controle;
  • Estoque sempre atualizado;
  • Acesso a todas as transações realizadas;
  • Comprovante de todos os impostos pagos;
  • Mais segurança e credibilidade;
  • Com a automatização de processos, a emissão de NF-e é simplificada.

Essas são apenas alguns dos benefícios que a empresa ganha com a emissão correta das notas fiscais eletrônicas a cada transação realizada.

As consequências da venda sem nota fiscal são graves e pode levar ao fechamento da empresa

Agora você já entendeu que as consequências da venda sem nota fiscal são severas e o empresário pode ser preso por dois a cinco anos. Além disso, o valor da multa pode ser alto, o que causará um déficit no caixa ao ponto de não manter o negócio em funcionamento.

Portanto, se o objetivo é que a empresa seja séria e esteja sempre dentro da legalidade, é fundamental o controle das transações a partir da emissão da NF-e. Conforme as operações aumentam, a quantidade de documentos eletrônicos também e, consequentemente, as atividades manuais. Entretanto, há como deixar as tarefas mais ágeis e seguras, a partir da automatização de processos.

A empresa deve procurar por um software eficiente e seguro para emitir e armazenar, pelo prazo determinado por lei, todas as suas notas fiscais eletrônicas. Para reduzir o seu tempo de busca, você pode contar com o sistema AddTax, da Addvisor. Ele foi desenvolvido conforme as melhores práticas de mercado e arquitetura SAP. O seu objetivo é facilitar a rotina da sua empresa.

Quer otimizar o seu tempo e do seu time, além de ganhar mais praticidade em suas atividades? Entre em contato com a Addvisor e confira todas as soluções para a sua empresa.

Quer saber mais sobre automatização de documentos fiscais?

Dúvidas frequentes sobre a venda sem nota fiscal

Quais são as consequências da venda sem nota fiscal?

A venda sem nota fiscal traz consequências graves para o negócio e para o empresário. Algumas delas são: mercadoria apreendida, perda de credibilidade dos clientes, falta de controle do estoque, multa e prisão. Além disso, a companhia passa a operar de forma ilegal.

Quais são os benefícios para as empresas que emitem a NF-e?

Emitir as notas fiscais só traz ganhos para a empresa e com a possibilidade de automatizar esse processo, não é mais justificativa encontrar desculpas como a perda de tempo na atividade manual. Algumas das vantagens que a empresa ganha em emitir corretamente a NF-e são: negócio legalizado, fluxo de caixa sobre controle, estoque sempre atualizado, acesso a todas as transações realizadas, comprovante de todos os impostos pagos, mais segurança e credibilidade e emissão de NF-e simplificada.